domingo, 21 de maio de 2017

Meme: 14 frases para completar!

  1. Sou muito simpático, uma pessoa culta e com sentido de humor.
  2. Não suporto o racismo, a má educação e a má fé.
  3. Eu nunca direi nunca.
  4. Já parti à procura de respostas a muitas das perguntas que tenho.
  5. Quando eu era criança queria ser informático, e acho que estou conseguir.
  6. Neste momento estou a ver se consigo completar este desafio.
  7. Tenho medo de errar e de dar um passo maior do que as pernas.
  8. Gosto muito de aventura, da descoberta e de tudo o que seja imprevisível.
  9. Se pudesse viajava pelo mundo, à descoberta do desconhecido e a conhecer outras culturas e civilizações.
  10. Fico feliz quando estou com a minha família e quando estou a fazer o que gosto.
  11. Se pudesse voltar atrás faria tudo o que fiz bem de novo e corrigia o que fiz mal.
  12. Adoro o cheiro que se sente nos desportos automóveis.
  13. Preciso urgentemente de uma nova memória, porque a que eu tenho já está a começar a dar o berro.
  14. Quero alcançar os meus objectivos, ajudar os outros e ser feliz.
Tomás Braga

Estou a participar na BC da Sissi, se quiserem conhecer, cliquem na imagem.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Benfica - Treta campeonato ou treta vencido!?

Com a possibilidade de o Benfica ser Treta campeão, começam os preparativos para a festa do título. Mas como o futebol é parecido ao tempo, a classificação pode mudar a qualquer momento e o líder actual ser forçado a adiar a festa por mais alguns dias.
Cartoon "Sapo" (consultado 10 de Maio de 2017), autor Henrique Monteiro.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

1º de Maio - o trabalhador Português

A população activa portuguesa é, maioritariamente, masculina tendo se registado um aumento de 44,40% (em 1998) para 48,70% (em 2016). Também se verificou um aumento na idade média dos trabalhadores portugueses, que no ano passado era 44 anos, mais 4 anos em relação aos dados de 1998. Neste campo, os homens são os que têm mais idade (com uma média de 44 anos, sendo que as Mulheres têm 43 anos).
Grande parte da população trabalha no Norte de Portugal, sendo que as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores são as regiões onde menos pessoas trabalham.
A percentagem de trabalhadores que trabalham por conta de outrem é de 82,20%, apenas 17,10% trabalham por conta própria e 0,60% são trabalhadores familiares não remunerados. Dos que trabalham por conta de outrem, 77,70% têm um contrato de trabalho sem termo, 18,60% com termo e 3,70% têm outro tipo de contrato de trabalho.
Já no que diz respeito ao número de horas que trabalham, os trabalhadores a tempo inteiro trabalhavam, no ano passado, 42 horas por semana.
Em 2014, um trabalhador português tinha um rendimento anual bruto de 17297 euros. Nas actividades relacionados com o alojamento, restauração e actividades administrativas a remuneração anual era menor. Em contra partida, ganhava-se mais nas actividades financeiras, electricidade, água e gás.
Na minha opinião, as condições de trabalho da população activa portuguesa têm vindo a melhorar em alguns aspectos, sendo que noutros ainda precisavam de ajustadas.

terça-feira, 25 de abril de 2017

25 de Abril - o que mudou 43 anos depois

Em quase meio século, Portugal mudou em vários aspectos, nuns positivamente e noutros negativamente. Para começar, a taxa de natalidade caiu praticamente para metade, mas em contra partida a qualidade de vida melhorou significativamente e o avanço da medicina aumentou em 12 anos a esperança média de vida dos portugueses. Com os números da natalidade a baixar, a população portuguesa tornou-se numa população envelhecida e, actualmente, as famílias têm menos filhos do que à 43 anos atrás.
No que diz respeito aos sectores primário e secundário, que antes da Revolução dos Cravos eram os que empregavam o maior número de trabalhadores, tendo o referido cenário alterado após o 25 de Abril de 1974 com o sector terciário o que mais postos de trabalho gera.
Outros indicadores que têm vindo a melhorar são a taxa de mortalidade infantil e o número de mortes em acidentes de aviação. Estes números têm sido reduzidos devido às medidas de segurança e aos diversos planos e estratégias que os governos portugueses têm vindo a tomar ao longo dos últimos anos.
Na minha opinião, o 25 de Abril foi um dia muito importante para Portugal, porque foi o dia a partir do qual o país saiu de uma ditadura e entrou numa democracia, tendo esta mudança melhorado todos os aspectos acima mencionados.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Visita do Papa Francisco a Fátima

No fim-de-semana de 12 e 13 de Maio, o Papa Francisco, líder da igreja católica, irá realizar uma visita de menos de 24 horas ao centenário das Aparições ao Santuário de Fátima, Portugal.
Em Fátima, todos os hotéis já se encontram completamente esgotados há alguns meses, mas ainda continuam a aparecer diversos anúncios de quartos e de moradias para alugar no referido fim-de-semana.
Pelos dois dias, os interessados podem esperar pagar 2000 euros por uma moradia e 1300 euros por dois quartos. Mas nos hotéis da região, os preços também subiram para esta ocasião.
Segundo o site Sapo (consultado a 19 de abril de 2017), no site de reservas de hotéis Booking.com, a oferta que se encontra mais em conta é a do Acampamento do Centenário, onde uma noite ronda os 500 euros numa tenda para, no máximo, cinco pessoas. Situa-se a 15 minutos a pé do santuário.
A mesma fonte, informa que no Hotel Anjo de Portugal um quarto custa 2500 euros, com pequeno-almoço incluído.
Na minha opinião, a visita do Papa Francisco ao centenário das Aparições a Fátima é um acontecimento muito positivo para o país, e em especial para a região de Fátima, uma vez que vai atrair inúmeros portugueses e estrangeiros a Portugal, gerando igualmente alguma receita, tanto para o Estado como também para todas as empresas turísticas e da restauração da região de Fátima.

terça-feira, 11 de abril de 2017

Declaração automática do IRS: vantajosa ou não?

Com a declaração do IRS a ser preenchida automaticamente, o contribuinte pode vir a receber o respectivo reembolso só em Junho. Isto porque se não se validar, o documento só é entregue no final do prazo de entrega, ou seja, a 31 de Maio de 2017. Para evitar esta situação, o contribuinte tem de ir ao Portal das Finanças e validar a sua declaração do IRS, recebendo assim o valor do reembolso mais cedo.
Este novo sistema tem como principal objectivo poupar trabalho às pessoas, uma vez que estas só têm de conferir os dados que se encontram no Portal das Finanças e de seguida validar a respectiva declaração.
Mas há um pequeno pormenor, é que só os rendimentos das categorias A e H e os contribuintes sem filhos estão abrangidos por este novo sistema. Os restantes contribuintes, podem ou não entregar de forma automática a respectiva declaração de IRS.
Na minha opinião, este novo sistema vem para facilitar a vida dos contribuintes, uma vez que estes só têm de conferir os dados que se encontram na sua declaração de IRS e entregar a mesma até ao prazo acima mencionado.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Agressões a árbitros

No decorrer da presente época, o número de agressões a árbitros tem vindo a aumentar. Exemplo disso é que só nos últimos cinco meses foram agredidos 36 árbitros, o triplo em relação ao ano anterior. São, em média, sete agressões por mês, duas por fim de semana. 
Estas agressões acontecem em todos os distritos e em todas as divisões do futebol nacional.  A Federação Portuguesa de Futebol e o Estado ainda não começaram a resolver este problema, que neste momento é preocupante.
Desde insultos a ameaças, passando por agressões físicas que acabam por provocar ferimentos graves, tudo isto acontece na presente época.
Na minha opinião, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), as restantes Federações e Associações Desportivas deveriam tomar algumas medidas, com vista a evitar este tipo de situações. Tais medidas incluem o policiamento obrigatório em todos os jogos, a implementação de multas e de penas de prisão para os autores das agressões aos árbitros.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...