domingo, 18 de setembro de 2016

Operação Marquês

A Operação Marquês é o nome do processo judicial que envolve o antigo primeiro ministro socialista José Sócrates. Ocupou o cargo de primeiro ministro entre o dia 12 de Março de 2005 e o dia 21 de Junho de 2011. É licenciado, pela Universidade Independente, em Engenharia Civil.
A Operação Marquês teve início no passado dia 22 de Novembro de 2014, quando José Sócrates foi detido à saída do avião, no aeroporto da Portela (Lisboa), procedente de Paris, por volta das 22h00m. Era suspeito pelos crimes de branqueamento de capitais, corrupção e fraude fiscal.
O juiz do processo é o juiz de instrução Carlos Alexandre e como procurador, Rosário Teixeira e o advogado de José Sócrates é o advogado João Araújo.
O inquérito, conduzido pelo procurador Rosário Teixeira tinha como objectivo apurar como é que foi paga a casa que Sócrates tinha, avaliada no valor de três milhões de euros.
O motorista de Sócrates, João Perna, é suspeito de levar dinheiro entre Carlos Santos Silva e José Sócrates, tendo Carlos Santos Silva acabado também por ser detido.
José Sócrates ficou detido no Estabelecimento Prisional de Évora, instalação de alta segurança, tendo sido inaugurada durante o seu mandato como Primeiro Ministro e tinha direito a uma encomenda postal por mês, sendo as outras devolvidas por correio.
Foram apresentados vários recursos, por parte de João Araújo, para que José Sócrates estivesse em liberdade, enquanto a investigação decorria, tendo sido todos recusados. José Sócrates só saiu em Prisão Domiciliaria com vigilância policial no passado dia 4 de Setembro de 2015. 
O administrador do grupo Lena também foi detido no âmbito da Operação Marquês.
Carlos Santos Silva ficou em Prisão Domiciliaria com pulseira electrónica no passado dia 22 de Maio de 2015.
As investigações da Operação Marquês foram prolongadas por mais seis meses.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...