sábado, 8 de outubro de 2016

Maus hábitos dos condutores portugueses

Um estudo realizado por uma empresa no ramo automóvel afirma que os condutores portugueses tem maus hábitos de condução.
Segundo este estudo que contou com o apoio da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e Prevenção Rodoviária Portuguesa (ANSRPRP), metade dos condutores já tiveram um acidente. São exemplos desses comportamentos o excesso de velocidade, o uso de telemóvel ou passar num sinal que acabou de ficar vermelho enquanto se conduz. 29% das 1285 pessoas inquiridas buzinam e 35% gritam com os outros condutores.
O mesmo estudo aponta que as famílias que tem filhos aproveitam a viagem para tratar da agenda, ler relatórios, acabarem de se maquilharem ou de almoçar ou lanchar.
No sentido oposto da escala, os comportamentos mais frequentes que, geralmente os condutores associam a um menor risco são o excesso de velocidade, o comer e o beber e o uso do telemóvel em sistema de mãos livres.
A grande maioria dos 1285 condutores que responderam ao questionário mostra-se  mais preocupado, em conduzir, quando as condições meteorológicas são adversas, sobretudo quando se sentem cansados ou em tão quando transportam crianças. Os condutores que dormem menos são aqueles que, normalmente, têm atitudes e comportamentos de risco.
Quanto ao inquérito, que foi consultado na notícia "Estudo identifica maus hábitos dos condutores portugueses. Descubra quais" da Rádio Renascença (RR) no passado dia 06-10-2016, que foi coordenado pela escola de marketing IPMA tinha como principal objectivo analisar e caracterizar o comportamento dos condutores portugueses.
Na minha opinião, quando se conduz deve-se ter cuidado e respeito por todos os utentes da via pública, tanto peões como automobilistas, uma vez que a via pública é de todos e os comportamentos de risco minimizam,e muito, o número de acidentes nas estradas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...